Baseado em fatos reais

22 de março de 2011

Depois de enrolar por um tempo, senti o gosto.
Lembrava pizza, de certa forma, mas era bom.
Meus lábios se contraíram e em seguida relaxaram, assim como todo o meu corpo.
Prendi a respiração - reação involuntária - e aos poucos fui soltando o ar que segundos antes parecia ter desaparecido de dentro de mim.
Me senti anestesiada, meus braços pesaram, minha cabeça girava e nada mais importava nem fazia sentido.
As pessoas ainda falavam em volta, mas nada prendia minha atenção.
De olhos fechados, ouvia o barulho do mundo, mas nenhum era mais alto que o das batidas do meu coração.
De certo minha pressão caiu, porque foi difícil me manter em pé. Tudo rodava, mas nada existia. Então o que rodava, na verdade, era o nada.
Pensamentos malucos surgiram no meu cérebro e me sentia completa com eles.
Completa e estúpida.
Perdi totalmente a noção de realidade. Até mesmo a palavra "realidade" já não significava mais nada. Aliás, engraçadinha essa palavra. Eu riria dela se não estivesse ocupada sentindo tanto e nada ao mesmo tempo.
Parecia que horas haviam se passado. Anos. Séculos.
Talvez por isso tenha sentido tanta fome, uma fome cada vez mais intensa.

Fome de você.

Mas aí você se afastou.

Demorei pra abrir os olhos, com medo de que aquela sensação tivesse fim.

E então apressado, junto com você, saiu pela porta o primeiro beijo da minha vida.

5 pitacos:

Fattori disse...

Sempre uma alegria ler aqui!

Ando meio amargo, e digo que pizzas boas são mais fáceis de se conseguir nessa cidade do que beijos fracos... Mas segue a aventura!!!

Mariana disse...

Maaa... sempre bom mesmo vir ler seus textos!!! espero o dia deles serem publicados em livros... e eu ter todos... Autografados e com dedicatória! rs
Beijos... Sdds

rodrigo disse...

O quanto dessa intensidade foi baseada em fatos reais, heim? Que inveja.

Mayumi disse...

Ótima leitura, me fez relembrar algumas coisas ora boas oras nem tanto.... way to go girl!!!

Marina disse...

Que lindo. Queria ter tido um beijo bom assim, da primeira vez.