Foi DEZ!

24 de dezembro de 2010

2010 começou com um fardo bastante grande: ser um ano ao menos comparável com o de 2009. Em 2009 fiz o intercâmbio, morei em Santiago de Compostela, conheci milhares de pessoas que vou levar para sempre no coração. Foi, no mínimo, um ano brilhante. Confesso que não esperava muito desse ano que agora está terminando, apesar de ele ter começado de forma maravilhosa


Já contei como ele começou?

Estava em Compostela com um grupo de uns 10 brasileiros. Tínhamos duas garrafas de champanha, 12 uvas pra cada um, uma calcinha roxa (que eu estava usando por baixo de muita roupa, no caso), o bucho cheio de escondidinho da ceia e muita pressa pra chegar na frente da catedral onde aconteceria a festa...bom, eu, pelo menos, estava com bastante pressa. No final das contas uma parte do grupo ficou esperando outra, outra parte se perdeu, alguns correram porque estava chovendo e, quando deu meia noite, estávamos só eu, o Tyler e uma das duas garrafas de champanha, na frente da catedral, emocionados com os fogos e ensopados por causa da chuva. Foi lindo! Eu falei isso pro Tyler na hora e repito agora. Melhor impossível!

 Fogos sobre a catedral de Santiago de Compostela

Eu gorda, o Tyler magro e os dois ensopados na virada de ano 2009/2010

 

Depois da virada do ano comecei a contar os dias para voltar pra casa. Adorei a Europa, mas tava morrendo de saudade da minha família, do Brasil, dos morros de Itatiba e dos travestis de Rio Preto. Foi nesse momento de contagem regressiva que, simplesmente, me apaixonei. Assim, do nada, por alguém que havia acabado de chegar lá no estrangeiro. Eu, Marina, o coração de pedra que gosta de todo mundo mas não se apaixona por ninguém. Eu me apaixonei de verdade. Como diria o Zagallo: “Aí sim...”

É ÓBVIO que eu voltei pra casa e tive que esperar seis meses pra investir nesse sentimento. Afinal, sou eu. O que realmente importa nesse caso é que voltei a acreditar no amor e, garanto, isso já seria o suficiente pra tornar o ano de 2010 um dos mais importantes da minha vida.

Aí vem a pergunta, essa pessoa foi a mais importante da minha vida nesse ano? Não. Mesmo que eu ainda estivesse namorando, não seria. É claro que foi muito importante, mas a mais importante, sem dúvida, foi o meu pai.

Quando eu tinha 9 anos participei de um concurso de poesia na escola e acabei ganhando o terceiro prêmio. O tema era “O Heroi dos meus Sonhos”. Não lembro de toda a poesia, mas lembro da estrofe final:


“Meu pai, o herói dos meus sonhos

Que dos meus sonhos risonhos vem

Protegendo toda a família

E as outras pessoas também”

Tá, não é lá muito complexo, mas posso dizer que “Heroi dos meus Sonhos” é o título perfeito para o meu pai, porque num dia muito especial desse ano ele olhou nos meus olhos e disse que eu teria o apoio dele para tudo o que eu decidisse fazer da minha vida, independentemente do que o resto do mundo pensasse. Uma atitude que me fez chorar feito louca, de alívio e felicidade. Resumindo bem: o bigodão é foda!

O heroi dos meus sonhos


Tendo o apoio dele, uma aceitação em andamento da minha mãe e a certeza de que não estava fazendo mal pra ninguém, ergui a cabeça, arregacei as mangas e fui a luta para concluir o último ano de faculdade com a consciência tranquila e 100% de aproveitamento.

Estou falando, é claro, do que realmente importa na faculdade. Os amigos, as bebedeiras, as festas. Pra ter 100% de aproveitamento nas disciplinas eu teria que começar tudo de novo e, não, brigada, eu prefiro qualidade de vida.

Se os outros anos tinham sido repletos de farra, esse último, sem dúvida, entrou pra história! Os treinos de futsal viraram reuniões de família: sempre repletos de xingamentos carinhosos e concluídos com uma boa e gelada cerveja no Chalé. Aliás, se fosse pra dizer qual foi meu lugar preferido de 2010 ficaria em dúvida entre o Chalé, o Portuga e o Vila Dionísio. Não pelos lugares em si...pelas companhias, sempre! Poderia citar vários nomes que fizeram a diferença nesse ano, mas como minha memória é uma merda e sempre esqueço alguém extremamente importante, prefiro apenas agradecer a todos vocês que, em maior ou menor proporção, transformaram esse ano num período tão especial!

TRADUTORES 2010

 Churrasco dos Formandos

Time de Futsal feminino - IBILCE 2010
 No final das contas, o ano que prometia ser a ressaca de 2009 está acabando de forma espetacular! Ganhei uma amiga-companheira-irmã que vai passar o natal comigo, concluí a faculdade com uma boa média, fiz amigos pra vida toda, estou com o emprego garantido para o ano que vem, já tenho onde morar em São Paulo e, quando achei que o ano já não reservava mais nenhuma surpresa, descobri o quão prazeroso pode ser limpar o ouvido com um cotonete...isso soou meio estranho, mas tentem, é ótimo!

Obrigada a todos que caminharam comigo e boa sorte a quem, como eu, começa agora a enfrentar o mundo de outra forma. Feliz Natal desde Clementina. Feliz Ano Novo desde Santa Fé do Sul! Que essa virada de ano seja tão maravilhosa quanto a do ano anterior! O guarda-chuva já está a postos, a champanha já está na mão e a calcinha nova já está comprada...mas, dessa vez, ela é amarela.



3 pitacos:

Tyler Bazz disse...

Ahhhh que delícia seu ano, Má!!!

1. OUUUUUUNNNNNN pro nosso Ano Novo! Foi fantástico demais, mesmo!!! E ensopadíssimo, claro..

2. OOOOOOOOOOOOOOOUUUUUUUUUUUNNNNNNNNNNNN pra referência ao menininhooooo :PPP

3. DEMAIS seu pai! aUHAhuaHUAhuA!!! Fora a camiseta e o cenário da foto. Dá-lhe Bigodão \o/

4. 2011 é seu.

Marcello disse...

Ma...


Que que eu vou falar, heim?

Nossos anos começaram assim, de mansinho.. e que coisa esse final... Uma faísca que iniciou um incêndio que nenhuma ventania apaga. =)

To morrendo de saudade de você e não vejo a hora de chegar dia 15, pra enfim poder ver esse sorriso que me cativou!

Obrigado, mesmo, por ter entrado dessa forma na minha vida!

Sua linda! :********

Amanda Borba disse...

hahaha parece que eu tou te vendo falando isso pela webcam, po! hahaha

eu digo o mesmo, trocando 2009 por 2010 e falando de xacobeu e nao de reveillon! haha mas ta valendo!!

beijao e vou aparecer por aqui vezenquando!