Apenas começamos.

17 de agosto de 2011

Algumas pessoas não precisam de muito pra se tornarem especiais.
Não precisam estar sempre presentes
Não precisam ligar todos os dias.
Não precisam chamar pra festas.
Não precisam de nada disso.
Algumas pessoas, aliás, não se tornam especiais.
São.
Simples assim.
Num mundo hipotético e justo, essas pessoas viveriam pra sempre, ou, se não vivessem pra sempre, chegariam pelo menos até os 100 anos. E ainda assim seria pouco tempo.
Num mundo hipotético e justo, pessoas boas não morreriam aos 24 anos.
Mas o mundo não é justo.
Mais que não ser justo, aliás, é injusto. Injustíssimo.
Hoje, um rapaz cuja música, sorriso e olhar tive o prazer de conhecer, deixa esse mundo injusto e segue em direção ao paraíso no qual sempre acreditou.
Se eu acredito nesse paraíso?
Com todas as minhas forças.
Se não por mim, por ele.
A vida, mais uma vez, se prova curta demais.
Assim como a morte se prova incompreensível.
Aproveita o paraíso, companheiro.
Deixe o violão a postos, a garganta aquecida e o sorriso tinindo.
Foi assim que sempre te encontrei.
É assim que quero te encontrar quando me juntar a você.


"É tão estranho
Os bons morrem jovens
Assim parece ser
Quando me lembro de você
Que acabou indo embora cedo demais"


Em homenagem a Flávio Periotto.
Músico, amigo, anjo.

6 pitacos:

Carolina disse...

Que triste, Má!Meus sentimentos pelo seu amigo. Que mundo injusto mesmo...

Natalia Máximo disse...

Sem palavras, Má. Muita força pra você, pra família e pros amigos do seu amigo. O mundo é injusto mesmo, mas somos mais fortes que ele, viu?

Leo disse...

Bela Homenagem, Má =)

Artur, Tuti disse...

ÉÉÉ Má... não é fácil...
E eu sei bem a dor que é perder um amigo, ainda mais novo desse jeito.
A saudade ficará pra sempre, mas a esperança de encontra-lo seja lá onde for é mais forte.
E lembrar só das risadas e dos bons momentos.
Mas o mais importante é não deixa-lo morrer dentro de você.

Meus sentimentos, se você quiser conversar me liga... a gente se encontra qualquer coisa.

Anônimo disse...

Demorei um tempo pra comentar em seus posts, mas juro q não queria voltar desta forma...
Ainda não me conformei cm tudo q aconteceu nesse último mês...um dia ele tava lá cantando U2 pra galera e agora isso...
Pessoas falam q não devemos questionar essas coisas, mas é tudo mt complicado pra entendermos..melhor acreditar que Deus fez o q era melhor pra ele..

Flávio vai deixar mts saudades...

Linda homenagem Má.

Nani.

Heitor C.R. disse...

"A vida é como a espuma, por isso deve-se entregar-se como o mar"