Um novo começo

15 de janeiro de 2008

Engraçado me colocar nessa situação.
Qual situação?
De escrevente, livre-pensante...
A impressão que tenho é que talvez as pessoas pensem que eu PENSO que mereço atenção, ou que meus pensamentos merecem atenção, sei lá. Na verdade, estou escrevendo como terapia. Uma tentativa, provavelmente falha, de acabar com a agonia interna que me toma de vez em quando.
E, por que isso é engraçado?
Porque eu já tentei fazer isso uma vez...e não deu certo, claro. Enfim, como diz aquela propaganda do governo, "eu sou brasileira, não desisto nunca" ¬¬
E vamo que vamo!
Não vou usar esse espaço como diário. Não acho que as pessoas devam ou queiram saber da minha vida. De qualquer forma, quem tiver interesse é só perguntar, rss, sou um livro aberto, uma puta de pernas arreganhadas para quem quer saber de mim (esse negócio da puta de pernas arreganhadas é só força de expressão, ok? sem grandes animações, por favor). Claro, para eu me abrir dessa forma precisa ter uma certa amizade, ou uma certa quantidade de álcool no sangue...ou os dois, enfim, vou mudar de assunto.
Voltando ao blog, o que eu pretendo é arrumar idéias que ficam jogadas na minha cabeça. Talvez alguém não entenda uma publicação ou outra, o importante, nesse caso (e me perdoem o egoísmo), é que eu consiga me entender.
Enfim, um novo começo, para o meu blog, para o ano, para a minha vida.
E vamo com fé que vai dar tudo certo :)

2 pitacos:

João Glambriel!!! disse...

AAAAAAAAAIN!!!!

a parte da meretriz de pernas abertas entrou ára o hall de excelentes coisas que vc jah falou e/ou escreveu...
huhuhhhuh
amo...
huhuuh
Bjus!!!!

PiMP disse...

(esse negócio da puta de pernas arreganhadas é só força de expressão, ok? sem grandes animações, por favor)

OU NÃO, NÉ?

ADOOOOOOOOOOOORO

brinks

lov u

kkkkkkk